Bienal do Livro

Constatou-se que a bienal do livro, este ano, foi um fracasso.  Faltaram as caravanas do interior, que muito movimentavam a feira, como em outras bienais. O professor, quase que não compra livro, porque o seu salário não lhe dar condições para tal; vive de doações das editoras. Muitas editoras tiveram prejuízo, umas mais, outras menos - o suficiente para uma desmotivação em relação à próxima bienal. A razão de tudo isso comentou-se, no Centro de Convenções de Olinda, - foi o bônus que o governo não repassou à laboriosa classe, mesmo presente no  orçamento de 2013.

Diante desse fato que, por sinal, nem surpreendeu os professores, faço alguns questionamentos. Por exemplo, nenhum deputado levantou a voz, defendendo a educação, por quê? Será que o tratamento dado ao professor deve ser esse mesmo e que o conhecimento deve caminhar  a passo de tartaruga? Será que as manobras no sentido de tirar a motivação dos professores são bem aplicadas e nós, educadores é que somos ingênuos porque pensamos em educação de qualidade? Gostaria de uma resposta / que satisfizesse os professores da rede estadual.

Enedino Soares de Oliveira
Professor da rede estadual