Assembleia Geral do Sintepe aprova calendário de mobilizações e decide por passeata e ato público no centro do Recife














O Sintepe realizou hoje (22) sua Assembleia Geral, no auditório G2 da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), no Recife. A reunião foi iniciada com a aprovação da seguinte pauta: informes, aprovação do calendário de mobilização e a realização de uma passeata para cobrar celeridade do governador em relação à discussão sobre o reajuste dos trabalhadores em educação.

A Campanha Salarial Educacional 2018 foi o primeiro informe do dia. O Presidente do Sintepe, Fernando Melo, repassou que o governo marcou a mesa de negociação específica com o Sintepe para o dia 8 de março, às 11h, na Secretaria de Administração. O sindicato tentou antecipar a data da mesa, mas o governo “não julgou necessário, visto que a data base dos servidores é 1º de junho”.

A Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação do Sintepe foi acionada e reafirmou a existência da Lei Eleitoral 9504/97, art. 73, que estabelece o período de até 180 dias antes da eleição o tempo limite para que toda discussão salarial seja feita entre governo e servidores públicos. Dessa forma, a luta para conquistar o reajuste salarial até abril continua sendo travada pelo Sintepe.

Os trabalhadores aprovaram uma moção de repúdio contra a vereadora Michele Collins que, no dia 4 de fevereiro, fez um post em sua rede social informando um ato de intercessão contra a “maldição de Iemanjá”. A atitude foi vista como um ato de desrespeito e preconceito contra os integrantes de religiões de matrizes africanas. Sendo assim, os trabalhadores aprovaram a Moção de Repúdio que, em breve, será divulgada nas redes sociais e site oficial do Sintepe.

Sobre o Sassepe, Florentina Cabral (Morena), Presidenta da Assepe, repassou que, recentemente, um grupo de professores ganhou na Justiça o direito de contribuir com o Sassepe através apenas de um vínculo. Muitos trabalhadores em educação têm procurado a Assepe e o Sintepe, entretanto Morena informou que essa decisão ainda não está sendo executada, uma vez que o Sassepe foi notificado oficialmente sobre o tema. A Presidenta da Assepe comunicou que haverá uma Assembleia Geral para discutir o tema. A data o local serão divulgados assim que forem firmados.

Após os informes, a categoria aprovou o calendário de mobilizações. Em seguida, todos os trabalhadores em Educação desceram ao Hall do Bloco G da Unicap e iniciaram a manifestação para cobrar do governador atenção à Pauta de Reivindicações. Ao chegar o Palácio do Governo, uma comissão composta por representantes da Direção do Sintepe e da base foi recebida por representantes do governo. Porém, mais uma vez, o governo se mostrou irredutível e manteve a mesa específica de negociação para o dia 8 de março.   

Calendário de Mobilização aprovado:

23/02 – Reunião da Mesa Geral de Negociação
Perpart, no Recife, às 9h.

26/02 – Audiência Pública da 3º Conferência Estadual de Educação de Pernambuco e da 1º Conferência Estadual Popular de Educação 
Assembleia Legislativa de Pernambuco, às 9h.

28/02 – Ato Público Acorda, Governador.
Em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco, à tarde (horário a confirmar)

05/03 – Lançamento de documentário colaborativo e debate sobre as condições das escolas públicas 
Local e horário a confirmar

03/03 – Plenária dos Professores de Língua Espanhola 
Auditório do Sintepe, às 9h.

08/03 – Reunião da Mesa Específica de Negociação
Secretaria de Administração, às 11h.

08/03 – Ato em Referência ao Dia Internacional da Mulher 
Local e horário será informado posteriormente

09/03 – Plenária dos Analistas em Gestão Educacional
Auditório do Sintepe, às 14h. 

12/03 – Assembleia Geral 
Teatro da Boa Vista (Local a confirmar), às 9h

Fotos: Agência JC Mazella/Veetmano Prem