Trabalhadores aprovam Pauta de Reivindicação da Campanha Salarial Educacional 2018



Este ano o percentual de reajuste definido pelo Fórum Permanente foi de 6,82%$. De acordo com a agenda, a Pauta de Reivindicação será entregue ao governo amanhã pela manhã. 

Os trabalhadores em Educação realizaram hoje (21) a última Assembleia Geral do ano. A reunião foi feita no Centro Social da Soledade, no Recife, e teve como pauta principal a Campanha Salarial Educacional 2018. Por ser um ano eleitoral, o Sintepe antecipou essa discussão, uma vez que os governos normalmente se utilizam da lei eleitoral para não concederem o reajuste dos servidores públicos.

A proposta da direção é apresentar o documento construído durante o Conselho de Representantes e que foi validado hoje (21) em Assembleia Geral. Com a definição da Pauta de Reivindicação, a proposta é que o documento seja entregue ao governo amanhã (22) pela manhã. Como forma de pressionar o governo, o Sintepe pretende iniciar uma campanha de mídia no dia 22 de janeiro de 2018 e realizar uma Assembleia Geral no dia 22 de fevereiro de 2018, com o indicativo de promover manifestações.

Como destaque, os trabalhadores em Educação definiram em Assembleia Geral que a Pauta de Reivindicação pedirá a instalação de uma Mesa Permanente de Negociação da Educação. Com esse canal de diálogo, os trabalhadores poderão exigir em mesa específica melhorias em relação à saúde do trabalhador, formação continuada e valorização profissional, jornada e carreira, as condições de trabalho e demais temas.

Em relação à questão financeira, a Pauta de Reivindicação traz a luta pelo cumprimento da Lei do Piso, que, neste ano, será de R$ 2.455,35, ou seja, haverá um reajuste de 6,82%. A luta do Sintepe é que o reajuste seja expandido a todos os trabalhadores em Educação da Rede Estadual de Ensino.

Lei Eleitoral – De acordo com a Lei Eleitoral, os governos não podem autorizar reajustes aos servidores públicos a partir de abril. Em Pernambuco, o governo protela desde 2015 o reajuste salarial dos trabalhadores em Educação para os meses de junho e julho. A meta do Sintepe é que, com essa antecipação da Campanha Salarial Educacional, o reajuste da categoria seja conquistado até o mês de março.