Mulheres reafirmam: ele não! Ele nunca!


A
s mulheres dizem não à candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência. O movimento, que antes militava apenas nas plataformas virtuais, ganhará as ruas neste sábado (29) de forma simultânea em todo o País. Em Pernambuco, a concentração será às 14h, na Praça do Derby, no Recife. A ação é uma forma de se posicionar contra o machismo, a homofobia, o racismo, o preconceito e o fascismo, violências defendidas ou minimizadas pelo deputado federal do Rio de Janeiro.

A inquietação em relação à candidatura de Bolsonaro era sentida negativamente por muitas mulheres, uma vez que as agride verbalmente, defende a diferença salarial entre homens e mulheres e busca reduzir direitos femininos conquistados. A Internet uniu essas mulheres em um único ambiente e desde então a inquietação deu espaço a um movimento político que se opõe a essa candidatura. O grupo Mulheres contra Bolsonaro, primeira plataforma online construída pelas eleitoras, chegou à marca de três milhões de integrantes e busca formas de se relacionar com a sociedade e explicar porque Bolsonaro não pode ser o próximo Presidente eleito.

Como estratégia, o movimento propagou a hastag #EleNão e a campanha #MeuBolsominionSecreto.  As personalidades brasileiras também se uniram à causa e estão realizando um desafio no qual expõe sua opinião sobre o candidato carioca e convocam outras mulheres para a defesa dos seus direitos. O movimento agora vai às ruas para expor sua posição em relação ao candidato que dissemina um discurso de ódio sexista, fascista, homofóbico e racista.