Vamos às ruas no dia 22

A sua presença é mais que necessária neste dia 22 de setembro, em que as ruas serão palcos para agregar as forças rumo a uma greve geral.

 

A atividade da quinta-feira (22), em frente à FIEPE, às 15h e reunirá forças e criará condições para que uma greve geral tenha fôlego de ser vivenciada, com intuito de cobrar dos golpistas respeito aos direitos trabalhistas conquistados. O golpe que está em marcha e avança, ataca a democracia, as instituições jurídicas e principalmente, a classe trabalhadora.

Para barrar os feitos deste governo ilegítimo, precisamos ocupar os espaços públicos, na constante busca por dignidade. No pacote de maldades estão medidas como: a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 241) que institui o novo regime fiscal, responsável em fixar limites à despesa primária dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, para cada exercício e pelos próximos 20 anos.

Para o próximo ano, o limite será equivalente à despesa primária realizada pelo índice da inflação (IPCA) o que irá causar um desmonte social, comprometendo o serviço público, ao desenhar o fim do Serviço Único de Saúde (SUS), do SAMU e do Programa Mais Médicos.

O desmonte das políticas públicas não param por aí e entre outros pontos do projeto neoliberal estão o de aumentar a jornada de trabalho, retirar as férias, o 13º salário, de privatizar a Previdência, rasgando a CLT e a Constituição de 1988.

Por esses e outros motivos, vamos unir forças para no dia 22 de setembro realizarmos uma paralisação forte e capaz de mostrar aos golpistas a nossa disposição pra luta. POR NENHUM DIREITO A MENOS, os/as trabalhadores/as em educação paralisarão as suas atividades e estarão nas ruas no próximo dia 22.

A FIEPE fica na Cruz Cabugá, em Santo Amaro.

Plenárias Regionais (ASSEPE/SASSEPE)

20/09 – Em Caruaru, às 9h, no Sindicato dos Comerciários de Caruaru

20/09 – Em Carpina, às 9h30, na Escola Técnica de Carpina