Aposentados lotam o auditório do Sintepe

 

Uma reunião diferente, é assim que pode ser definida a Plenária dos Aposentados realizada na tarde desta terça-feira (28), no auditório do Sintepe. A atividade fugiu da normalidade com a apresentação da pesquisadora naturalista, Leoni Santos.

Em seguida, a diretora da Secretaria dos Aposentados, Severina Porpino repassou informes. Leoni quebrou todos os protocolos ao falar da importância do consumo de hormônio natural para saúde dos aposentados. Quem chegava ao auditório ficava admirado com a performance dela. Adepta da espontaneidade, a educadora começou a palestra dizendo que Pernambuco foi o primeiro Estado escolhido do Brasil a ter direito a fazer reposição hormonal sem drogas. Segundo a naturalista, os benefícios de quem faz o "tratamento" são ossos fortes, ausência de diabetes, menopausa tranquila e coração batendo certo.   

Intercalada com as breves explicações, os depoimentos de alguns presentes. O caminhoneiro Ivan de Azevêdo tem 66 anos, ele tinha problema na coluna, nos ossos e começou a tomar o leite de soja com hormônio vivo. O trabalhador diz convicto "Estou satisfeito com esse leite, meu pêlo está ficando escuro e eu era careca, agora não sou mais. Até a minha vista melhorou", bradou. Em alguns momentos os depoimentos levavam os presentes a pensarem que estavam em cultos evangélicos de Igrejas Neopentecostais.

A naturalista ainda ressaltou a necessidade de se fazer reposição hormonal, tomar cálcio e fazer exercício. "A caminhada fortalece os ossos. As pessoas que começam a reposição e param nos três meses é pior. Tem que passar dois anos", sublinhou. A garrafa com o leite de soja custa R$ 9 e deve ser consumida em 15 dias. Quem se interessar em adquiri o produto é só ligar para 2127 8864 e falar com Porpino. Leoni terminou a apresentação com uma oração.

A diretora do Sintepe, Severina Porpino falou do Encontro Estadual e Nacional dos Aposentados. A sindicalista também esclareceu que a reformulação do Plano de Cargos e Carreira está na parte conceitual. A matriz e a classe estão sendo definidas, não entrou ainda na parte da tabela. "É primordial continuarmos com a paridade no Plano. É preciso recuperar as perdas colocando os aposentados acima nesse plano e é preciso também estar unidos e fortes para o enfrentamento com esse governo", finalizou.

Sobre a carta compromisso assinada pelos candidatos na última segunda-feira (27), a diretora da Secretaria dos Aposentados Antônia Cavalcante pontuou "Compromisso com a educação é da boca para fora". Dos 698 candidatos apenas 28 assinaram o documento se comprometendo em investir na educação pública de qualidade. Outro assunto tratado foi a devolução do IPSEP, que está na fase dos cálculos e uma reunião vai ser marcada com o Secretário de Educação. Ao final da reunião foi feito um sorteio de bolsas e camisas.