Golpe de 2016 vira tema de cursos de extensão no Recife e Mata Norte de Pernambuco

Universidades públicas e demais instituições de ensino de todo País, passaram a ministrar, desde o início deste mês, curso de extensão sobre o golpe aplicado em 2016. A ideia partiu do professor de Ciências Políticas, Luís Felipe Miguel, da UnB (Universidade de Brasília) ao propor a criação da disciplina que estuda os "elementos de fragilidade do sistema político brasileiro que permitiram a ruptura democrática de 2016, com a deposição da presidente Dilma Rousseff”.

 

 

 

No Recife, encerra nesta quarta-feira (28), as inscrições para o curso “Golpe de Estado de 2016: Causas, Objetivos e Perspectivas”, ministrado pelo professor Roberto Numeriano, que vai analisar e descrever a natureza (história, tipologias e conceito de Golpe de Estado), os atores envolvidos (institucionais e políticos) e os objetivos do golpe de Estado de 2016 na perspectiva política, econômica e ideológica. O investimento para este curso é de R$200,00.

Roberto Numeriano é formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Unicap (Universidade Católica de Pernambuco), tem mestrado e doutorado em ciência política pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), é servidor público e professor em cursos de pós-graduação. Informações de como efetuar o pagamento e preenchimento da ficha de matricula podem ser solicitados pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Já a UPE (Universidade de Pernambuco), oferece em abril, no campus Nazaré da Mata, na Mata Norte de Pernambuco, o curso "Golpe político midiático e reflexos para a segurança do desenvolvimento social no Brasil", para debater o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. As inscrições, realizadas no próprio campus, iniciaram no dia 20 de março. O curso vai reunir temáticas como políticas educacionais, ascensão dos governos populares pelo "lulismo" e os impactos do processo de impeachment em pastas como a saúde e educação públicas.

Na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), o minicurso de extensão “O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil”, será ministrado durante terças e quintas-feiras, à noite, a partir do dia 24 de abril, porém, devido ao grande número de matrículas, segue com todas as  vagas esgotadas. O curso será coordenado pelo Comitê Contra o Fascismo, pela Democracia e Liberdade, com direito ao certificado de conclusão no término do curso. Segundo informações passadas pela assessoria, só após o encerramento do primeiro curso será possível avaliar a possibilidade de uma turma subsequente. Mais informações podem ser obtidas pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .